Porsche 550 SPYDER - Uma outra história de sucesso

Os Princípios do GE-33-98

O seu actual proprietário é conhecido e sabe-se que o GE-33-98 está bem de saúde e recomenda-se. Trazido para Portugal em 1964 este Porsche 356 SC chassis #218368 pertenceu a Leonor Costa Félix e posteriormente a seu irmão Francisco, que o usou de forma intensiva em Portugal e no estrangeiro. Seria originalmente de cor verde mas a sua imagem mais recente mostra-o pintado em cinza prata.


48 Horas do Alentejo 2014

Teve lugar no passado fim de semana a 19ª edição das "48 Horas do Alentejo", prova que Luis Brito organiza anualmente para o Clube Português de Automóveis Antigos e que é já uma "clássica" do calendário nacional. Desta vez apenas um único Porsche 356 esteve presente, o carro de Gabriele e Hans-Friedrich Lemke que aqui vemos junto ao Templo de Diana em Évora e em plena planície alentejana.
Classificações? Who cares...

Mais um Roadster

A imagem mostra o belo Porsche 356 Roadster de Nuno Seruya, aqui acompanhado por "Nanucha" Costa Félix, algures numa praia portuguesa (não, não é Vila do Conde, lugar que ambos frequentavam) em Abril de 1969. Este carro foi importado em Março de 1961, tem o chassis 89007 da Drauz e pertence actualmente a Jorge Nunes.
Colaboração de João Folgado


O Carro da Vigia

As imagens documentam Francisco Veloso Matias, vulgo "Chico" Matias, ao volante do seu Porsche 356 B Coupé durante o Rallye à Praia da Areia Branca de 1961 e depois, orgulhoso, com os troféus conquistados. Note-se a palavra "Vigia" pintada no tejadinho, referência ao GAPAB, Grupo de Amigos da Praia da Areia Branca, instituição fundada em 1956 para promover o desenvolvimento desta zona balnear do concelho da Lourinhã e que tinha sede própria instalada no edifício Vigia, propositadamente construído para o efeito.
O EA-58-04 foi importado em Junho de 1960 e tem o chassis nº 111871. O seu último proprietário conhecido (2012) chama-se Ricardo Antunes.
Com agradecimentos a João Folgado pela colaboração.



Falando sobre Óleos de Motor

O debate tem tantos anos de existência como opiniões diferentes. Qual o óleo indicado para o motor do nosso bem amado "flat four" ou "flat six" já com algumas décadas de uso (e "abuso", nalguns casos)? Todos parecem ter opiniões seguras sobre a matéria, nomeadamente em relação aos lubrificantes  que devem ou não ser utilizados, facto potenciado pela existência de dezenas de opções diferentes no mercado actual. Sintético, semi-sintético, mineral, etc, a oferta cobre todos os gostos e tipos de utilização. Acontece porém que os químicos (detergentes, em especial) utilizados na produção dos óleos actuais não se afiguram compatíveis com as tecnologias de há 60 anos ou mais, podendo causar um desgaste acelerado em vários componentes do motor com resultados eventualmente catastróficos. Portanto o melhor é jogar pelo seguro.
Foi a pensar nisso que a Porsche Classic desenvolveu o óleo de motor de que aqui hoje falamos. Embora produzido na actualidade tem características semelhantes aos produtos que existiam nas décadas de  50 e 60 em função dos quais os motores foram concebidos e desenvolvidos. A escolha é vossa, naturalmente, mas o caminho a seguir para evitar problemas no futuro parece razoavelmente óbvio.
Os óleos Porsche Classic (20W50, para Porsche 356) podem ser adquiridos em qualquer Centro Porsche.
Este post não pretende fazer publicidade seja ao que for. Trata-se apenas de uma sugestão de bom senso.


O 356 do Caramulo

Não tem aparecido na estrada com muita frequência, ultimamente, mas foi bom encontrá-lo em plena forma no seu lugar entre a magnífica colecção do Museu do Caramulo. O Porsche 356 B é uma "jóia" da família e,  disse-me um dos seus membros, não será nunca alienado. Entrou na família na geração anterior e nela continuará por muito mais tempo, para orgulho da actual e das próximas gerações.
Excelente notícia.


Mathey-Tissot Rallye Master

A marca suiça Mathey-Tissot (não confundir com a conhecida Tissot) produz relógios de precisão desde 1886, tendo sido escolhida para equipar as elites do Corpo Expedicionário Americano durante a I Guerra Mundial e a Armada Inglesa durante o conflito mundial que se seguiu. Durante os anos 50 e 60 produziu também cronómetros para provas automobilísticas. O exemplar que aqui se revela no tablier do Porsche 356 foi gentilmente oferecido ao autor do blogue por António Peixinho, figura lendária da história do automobilismo português a quem aqui se presta reconhecido tributo e público agradecimento.
O "carrito do costume" fica agora muito mais rico. Obrigado, António



Postal de Stuttgart

Registo, com prazer, o facto ter sido informado que este blogue é seguido com interesse em Stuttgart, ainda que os textos possam ficar algo limitados pela tradução automática do Google. Porém, no essencial o conteúdo parece ser bem recebido.
Assim, renovando os meus agradecimentos pelo simpático convite da Porsche para visitar a fábrica de Zuffenhausen e o Museu, entre outros lugares, aqui deixo mais algumas imagens dessa extraordinária experiência. Acrescento o link e uma pequena reportagem da nossa visita ao Motorworld de Stuttgart, um espaço verdadeiramente invulgar que inclui um Hotel V8, pavilhões de exposição para automóveis antigos, oficinas de restauro, lojas, carros de alta performance, etc. Um verdadeiro "must see".
Na altura da visita decorria o Stuttgart Bierfest 2014, a "festa da cerveja" que os alemães (e não só) tanto apreciam. Já tivera oportunidade de participar anteriormente noutras "bierfest" mas esta deixou-me particularmente bem impressionado pela animação e, como não podia deixar de ser, pela qualidade da cerveja. Prosit!







Fernando Duarte Ferreira

Fernando Duarte Ferreira foi figura destacada no panorama automobilístico nacional das décadas de 50 e 60 tendo utilizado, entre outros, automóveis Porsche 356 e Mercedes 300 SL em provas de rali e velocidade. O HH-98-16 que aqui se mostra junto do seu orgulhoso proprietário será provavelmente um B Coupe T5 do início da década de 60.
Qualquer informação sobre o destino deste carro será muitíssimo bem vinda.

- O HH-98-16, entrou em Portugal em 06/06/1961, é um Karmann Hardtop S90, com o chassis 200177. Nos últimos 20 anos esteve em Leiria, onde circulou até Janeiro do corrente ano de 2014. Desconheço se por lá continua. Um B coupé nunca poderia ser, pois o vidro traseiro é completamente amplo e a porta não tem o aro do vidro. JF

O carro é um notchbak Super 90 signal red de 1961 que o meu querido primo Fernando comprou pouco antes de negociar o meu, também "marreco", mas apenas 1600 Super e cinzento metálico , ambos forrados a preto. Com o meu BA - 48 - 22 fiz muitas provas e anos depois vendi-o ao querido amigo Zé Lampreia, que nele também "acelerou".
Recordo, comovido, o encontro com o Fernando na viagem inaugural do meu carro para o Tramagal na recta entre Alpiarça e Almeirim, onde nos cruzamos, paramos, fizemos marcha atrás  e o meu querido primo atravessou a estrada e veio dar-me um abraço de parabéns e ver a nova máquina !
Os dois Porsches lado a lado na estrada eram uma beleza !
Saudades tenho muitas do Fernando do Zé e dos dois carros !
Que será feito destes?
Abraços  Carlos Duarte Ferreira

Montes Claros 1963

Em 1963 Américo Nunes estava ainda na fase ascendente da carreira que mais tarde o levaria a ser justamente considerado "o senhor dos Porsches". Com um relativamente pouco competitivo Porsche 356 B disputou o Circuito de Montes Claros desse ano, terminando a corrida em 5º lugar do agrupamento de Grande Turismo até 2,000 cc, com menos uma volta que o vencedor, Aquiles de Brito, que tripulava um Lotus Elite. Um outro Porsche 356, pilotado por Alexandrino Duarte, participou também na prova mas não foi além do 9º (e último) lugar na categoria.


Rias Bajas por Ana Catarina Silva

Uma visão muito especial do recente Rali das Rias Bajas protagonizada por Ana Catarina Silva.







Rias Bajas, parte II

- No final do jantar de homenagem Jorge Soromenho é fotografado na companhia de Helder Valente e José Guedes, que organizaram o evento em nome do Porsche Clube 356 Portugal. Os presentes alusivos à efeméride foram entregues ao homenageado por José Leite, representante da direcção do Clube 356 recentemente eleita.
 -Um "engarrafamento de Porsches 356  no Monte Lobeira, Vilagarcia.
- Uma imagem que fala por si própria e diz bem do ambiente que se viveu durante todo o fim de semana.
- No regresso da Galiza uma parte da "brigada" portuguesa fez uma pausa na Póvoa de Lanhoso para visitar a Villa Beatriz, uma construção do início do século XX com ligações familiares próximas ao autor do blogue.
- O Troféu Jorge Soromenho / Rias Bajas 1964 entregue a todas as equipas participantes

 As fotografias são de Cecília Begonha.


 





Clube 356 na Galiza

Tal como anunciado, decorreu de 10 a 12 de Outubro o Rali das Rias Bajas 2014, evento destinado a comemorar o 50º aniversário da vitória do português (e portuense) Jorge Soromenho na prova com o mesmo nome disputada em 1964. Um bem recheado conjunto de Porsches 356 provenientes de Portugal e Espanha percorreu alguns dos percursos que formavam este rali e no final os seus tripulantes participaram num bem animado jantar no Hotel Pazo O Rial, em Vila Nova de Arousa, tendo o mesmo contado com a presença do homenageado, Jorge Soromenho, e do seu "pendura" de então, António Matos Chaves.
Bom tempo, excelente gastronomia e um grupo de entusiastas de ambos os países que funcionou na perfeição. Era preciso mais?
Mais notícias (e fotos) em breve.





Salão Autoclássico 2014

O Porsche 356 B Cabrio de José Dias Silva que conquistou um brilhante terceiro lugar no concurso "Carro do Salão Autoclássico / Topos & Clássicos" que teve lugar durante o recente Autoclássico 2014 que se realizou de 3 a 5 de Outubro nos pavilhões da Exponor em Matosinhos. Este carro passou recentemente por um processo de recuperação e pintura nas oficinas The Good Old Times, no Porto, apresentando-se agora com todo o vigor para cumprir mais um par de décadas sem sobressaltos de maior.
O invulgar "condor yellow" (ref 6010) de agora transformou este Cabrio em algo verdadeiramente mais alegre e apelativo que o anterior "cinza metalizado", contribuindo em larga forma para o troféu agora conseguido. Poderá ser visto nas Rias Bajas, Galiza, durante o próximo fim de semana.



Rali Rias Bajas 1964 / 2014

Irá decorrer no próximo fim de semana a edição comemorativa do 50º aniversário da vitória de Jorge Soromenho no Rali das Rias Bajas de 1964 ao volante do seu Porsche 356 B Coupé. A organização pertence ao Porsche Clube 356 Portugal e estava agendada para o passado mês de Abril, mas teve de ser adiada para Outubro por motivos de ordem pessoal do homenageado. Além de Jorge Soromenho estará presente o seu navegador da época, António Matos Chaves, companheiro indispensável na maioria das provas que aquele disputou.
Além dos participantes portugueses espera-se uma presença significativa de entusiastas da Galiza que assim querem assinalar a efeméride que corresponde também à primeira vitória Porsche na região. 
A prova tem o apoio do Rallye Clube de Invierno e das caves vinícolas Terras de Lantaño.